Notas de Lazer 3

 

 

Estes são cubículos para surfar na Internet, conversação, ver televisão ou DVDs, ler banda desenhada ou ouvir música em total privacidade. Descritos como «tocas para viciados da Net», os cubículos dispõem de cadeirões confortáveis, um ecrã de plasma, um par de auscultadores gigantes e comida e bebida para horas. Podem ser alugados de cinco minutos a um dia.

 

A Wikipedia é a maior enciclopédia gratuita disponível na Internet, tendo a particularidade (e o perigo) de qualquer pessoa poder editar as entradas. Desde a sua criação, em 2001, foram lá gravados mais de 3 milhões de artigos escritos por inúmeros colaboradores de todo o Mundo.

Ame-se ou odeie-se a qualidade dos conteúdos,poucas dúvidas há sobre a sua popularidade, sendo a Wikipedia um dos sites mais consultados no Mundo, com 65 milhões de visitas por mês. As entradas que registam mais visitas são:

1. Wiki (131 383 consultas diárias).
2. Os Beatles (111 896)
3. Michael Jackson (79 734)
4- Favicon.ico (78 077)
5. VouTube (72 318)
6. Wikipedia (52 542)
7. Barack Obama (49 401)
8. Óbitos em 2009 (48 758)
9. Estados Unidos (46 545)
10. Facebook (42 679)

 

 

Um empregado de uma companhia sul-africana de tecnologias de informação ficou tão insatisfeito com o serviço de banda larga da maior empresa de internet do país, a Telkom, que resolveu fazer uma corrida entre esse serviço e um pombo-correio. O pombo Winston teve que transportar uma pen de 4GB de memória até outro escritorio a 80km.

Simultaneamente, o utilizador enviou os mesmo 4 GB por correio electrónico. Centenas de sul-africanos seguiram a corrida pelo Twitter e pelo Facebook, e o resultado foi uma vergonha para a Telkom: a viagem do pombo e o download dos 4GB demoraram 2horas; a mensagem por correio demorou 4 (nas primeiras 2 horas só tinham sido transferidos 4% da mensagem).

 

 

Sabia disto? Quando uma mulher sente atracção sexual por um homem, moverá os pés na sua direcção ao sentar-se e manterá as pernas paralelas; mas se cruzar as pernas e recolher os pés até junto da cadeira ou sofá, é porque não está interessada. Isto segundo o psicólogo britânico Geoffrey Beattie, que afirma que os pés são uma forma fascinante de comunicação não-verbal. «Revelam muito da personalidade», diz, «de como julgamos a pessoa com quem estamos a falar e até do nosso estado psíquico e emocional.» Os mentirosos, ao que parece, mantêm os pés estranhamente imóveis.
 
E a ansiedade? Os homens demonstram nervosismo aumentando os movimentos de pés, enquanto as mulheres conseguem dissimular essa actividade.

 

 

Na Austrália, existe até um inquérito anual intitulado «Shed Index» (Índex dos Barracões). A mais recente edição revelou que 90% dos utilizadores destes barracões são homens que gastam duas horas por semana nessas profundezas das traseiras das suas casas – em geral, cortando madeira ou pintando, sendo que alguns dispõem de estereofonias, frigoríficos e outros electrodomésticos para tornar mais confortáveis os momentos de permanência nessas instalações.

«Os barracões podem ser vistos como um refúgio das agruras do Mundo, coisa com que concordam um terço dos homens entrevistados», diz um responsável do estudo, Adrian Bradley.

Quanto a relações, 3 em cada 4 inquiridos afirmaram que a sua parceira não criticava o tempo gasto no refúgio das traseiras ou do jardim, enquanto 12% disseram mesmo que esses períodos favoreciam o seu relacionamento. «Diz-se», conclui Bradley, «que o lar de um homem é o seu castelo. Mas em alguns casos é o barracão

 

 

A empresa Al-Nassma, do Dubai, que reivindica o fabrico do «primeiro e melhor chocolate de leite de camelo», está decidida a exportar produtos à base deste leite, mais vitaminado e menos gordo do que o leite de vaca. Quanto ao chocolate, terá mistura de especiarias e frutos secos muito populares na área.

 

 

As temperaturas e pressões no seu núcleo provocam reacções de fusão nuclear que fazem com que ele brilhe.

Visto de uma certa distância, o Sol é uma bola de luz branca-amarelada, com uma superfície aparentemente perfeita. Mas fotografias na radiação não-visível do Sol revelam que este está longe de ser calmo e constante. Grânulos pulsantes de borda escura e pilares de chamas de muitos milhares de quilómetros de altura. revelam a turbulência que existe abaixo da superfície.

O interior do Sol existe num equilíbrio delicado, oscilando entre o colapsar debaixo do seu próprio peso e o explodir, devido à pressão do seu núcleo e da força brutal da radiação que o atravessa. As temperaturas no núcleo chegam aos 15.2 milhões de graus centígrados, accionando reacções nucleares que libertam raios gama - radiação de alta energia que seria mortal se escapasse alterada do Sol. Felizmente para a vida na Terra, o núcleo ocupa apenas um quarto do diâmetro do Sol e é rodeado por outras camadas que absorvem muita desta radiação letal.

As temperaturas são tão elevadas dentro do Sol que os átomos de hidrogénio separam-se, formando um plasma electricamente carregado de núcleos atómicos e electrões. Dentro da zona radioactiva - a camada que envolve o núcleo - o plasma é de tal maneira denso que os raios gama do núcleo só conseguem percorrer pequeníssimas distâncias antes de colidirem com alguma coisa. Cada colisão absorve alguma da energia original dos raios. mantendo a zona radioactiva quente e suportando assim a estrela. Esta radiação demora até 1 00 000 anos a escapar da zona radioactiva, perdendo lentamente a sua energia à medida que sobe.

Depois, 200 000 km abaixo da superfície solar, a radiação que escapa choca contra uma barreira, onde a temperatura é suficientemente baixa para o hidrogénio atómico ser estável (1 milhão de graus). Este envelope de hidrogénio - a zona convectiva - é opaco e absorve a radiação que provém do interior. À medida que grandes volumes de gás aquecem, começam a elevar-se por convecção nas imediações mais frias, a temperaturas que rondam os 5500º C. Mais para o exterior a densidade decresce, até que, subitamente, o Sol se torna de novo transparente. A radiação escapa ao gás, na sua maioria sob forma de luz visível, luz ultravioleta e radiação infravermelha.
 
A fotosfera, que é onde o Sol se torna transparente, constitui a superfície visível do Sol, mas não é a sua borda. Directamente por cima da fotosfera, uma vasta mas ténue atmosfera envolve o Sol - a cromoesfera e a coroa, onde um enorme halo de gás aquecido a milhões de graus flui. misturando-se eventualmente com o vento solar.

 

 

Inclua um alimento supernutricional: nozes - são excelentes no combate a várias doenças.

Comê-las regularmente ajuda a reduzir o colesterol, sem provocar aumento de peso. E pesquisas recentes sugerem que as nozes podem ajudar a prevenir o cancro da mama e a melhorar a memória.

Potenciar o sabor. Tente este método rápido proposto por Mark Bittman, autor de Como Cozinhar Tudo: uma colher ou duas de chá de temperos com gosto acentuado, como caril ou canela. Depois, refogue-os levemente com um pouco de manteiga. Junte duas chávenas de nozes e vá misturando tudo em lume brando durante um minuto. A seguir, leve-as ao forno a 450º durante 10 minutos para que fiquem levemente tostadas.

 

 

Pesquisadores da Universidade de Konstanz, na Alemanha, estudaram mais de 100 pessoas que trabalharam durante cinco dias por semana e durante os quais deram sete horas de trabalho voluntário.

O que eles descobriram: o trabalho desenvolvido não custou tanto durante esse tempo, apesar de não ser pago e de os trabalhos desenvolvidos – combate a incêndios ou socorro – não serem lá muito relaxantes. O estudo sugere que, se realmente pretende deitar fora o stress de um dia de trabalho, não fazer nada pode não ser a melhor maneira de o eliminar, mas antes fazer outra actividade.

Eva J. Mojza, médica e autora do estudo, afirma que actividades desafiantes serão o melhor para arrancar a sua atenção das exigências do dia-a-dia e fazer que volte a trabalhar com a satisfação de um trabalho bem feito.

 

 
É seguramente a cena de jantar mais pintada de todos os tempos, e agora está sob a lupa de dois académicos americanos.

Objectivo?
Descobrir se o aumento das porções servidas às refeições é uma coisa recente ou uma tendência antiga. O par de investigadores estudou 52 versões diferentes de A Última Ceia pintadas desde o ano 1000 até hoje e analisou a quantidade de comida, comparando-a com o tamanho de cada comensal. Segundo eles, o nutricionista Brian Wansink e o seu irmão, Craig, professor de Estudos Religiosos, as porções aumentaram significativamente ao longo do último milénio.

Em geral, descobriram que o prato principal aumentou 69,2% em 1000 anos, o tamanho do próprio prato aumentou 65,6% e o tamanho dos pães aumentou 23,1%.

«Os últimos mil anos testemunharam claros progressos na produção, conservação, abundância e preço da comida», diz Brian Wansink. «Sendo que a arte imita a vida, também estas mudanças vêem sendo reflectidas na série de quadros desta cena famosa.» Eis, sem dúvida, alimento para reflexão.



 
 
Segundo os relatórios, o país decidiu utilizar o bhut jolokia, ou «chili fantasma», no fabrico de gás lacrimogéneo e granadas de mão para imobilizar o inimigo.

O terrível pimento está registado desde 2006 no Livro Guinness de Recordes como o mais picante do Mundo
. É cultivado no Nordeste da Índia e utilizado em medicamentos para o estômago e como forma de combater o calor (por provocar suor, que arrefece o organismo).

Segundo a tabela Scoville de medição do grau de picante, o jolokia tem 1 milhão de unidades de picante 200 vezes mais que o molho tabasco normal.
 
 
 
Lusha recebeu 1 milhão de rublos (imaginários) e investiu, seleccionando 8 cubos de uma pilha, cada um representando uma empresa.

Espanto geral: a selecção de acções que Lusha teria comprado triplicaram de valor durante o ano passado e ultrapassaram todos os pacotes de investimento no mercado russo. Um jornalista económico comentou: «Será melhor pagar um bónus ao macaco, ou então mandar os especialistas para o circo.»
 
 
 
Visam trazer qualidade de vida à última etapa do caminho. Podem ajudar a encontrar medicamentos que aliviem mais eficazmente a dor ou outros serviços que façam os pacientes ficar mais confortáveis. Os cuidadores paliativos também ajudam no planeamento das questões práticas e oferecem apoio às famílias.

«Estamos a olhar para a pessoa como um todo nesta altura em que enfrenta o fim da vida», explica Donna Daniell, a CEO da Palliative Care Australia. «O foco também abrange as famílias, os cuidadores e as comunidades. Enfrentam juntos o fim da vida e, com o apoio certo, pode ser uma experiência enriquecedora para todos.»

No entanto, a organização continua preocupada porque ainda há demasiados australianos a experienciarem «más mortes» porque não sabem que estes serviços estão disponíveis.

No ano passado, juntaram-se a outro grupo para formar a National End-of-Life Framework Forum, que recomenda formas de conseguir tratamentos da melhor qualidade para todos os australianos à beira da morte.
 
 
 
... celebra «os pequenos momentos da vida» e seleccionou 200 deles no novo livro (traduzimos) O Livro do Espantoso: Dias de Neve, Cheiro de Padaria, Encontrar Dinheiro no Bolso e Outras Coisas Simples e Brilhantes. Alguns favoritos:

1. Vestir roupa interior acabada de lavar.
2. Quando abre nova caixa ao lado da nossa fila no supermercado.
3. Dança intergeracional.
4. Pagar com o troco exacto.
5. Consertar aparelhos electrónicos dando-lhes uma pancada.
6. Bebés festivos.
7. O outro lado da almofada.
 
 
Um em cada sete de nós nunca arruma a farmácia lá de casa dos remédios de que já não necessita. Os especialistas dizem que é uma coisa que devemos fazer todos os anos. Aqui estão quatro dicas para um armário mais cauteloso:

1. Creme de hidrocortisona
O problema: Apesar de seguro para uso ocasional, o uso prolongado pode diluir a pele e não vai ajudar uma erupção persistente. Em vez disso: hidratantes comuns podem aliviar o desconforto leve.

2. Laxantes
O problema: O uso frequente pode levar à dependência. Em vez disso: Comer uma dieta rica em fibras (tais como farelo, grãos e frutas cítricas), e não tome um laxante só porque se sente preso dos intestinos.

3. Comprimidos para dormir
O problema: Eles só aumentam o seu número de sono por uns minutos e pode perder a eficácia com uso excessivo. Os efeitos colaterais incluem boca seca e tonturas. Em vez disso: Vá para a cama à mesma hora todos os dias, evite as sonecas, faça exercício regularmente e tome um banho não muito quente antes de dormir.

4. Desinfectante bucal
O problema: Não é tão eficaz quanto o fio dental, e o uso excessivo pode levar à descoloração da língua. Em vez disso: Fio dental e escovar os dentes duas vezes por dia deve ser suficiente.

 
 
E a dança é uma actividade que combate a demência em três frentes. Michael Valenzuela, médico especialista em demência e autor de It’s Never Too Late to Change Your Mind (Nunca É Tarde para Mudar a Sua Mente), é um grande defensor de que a dança pode ajudar a combater o declínio mental.
 
A dança combina actividade física, mental e social – as três chaves para a prevenção da demência, diz ele. «É um desafio mental onde tem que coordenar o seu corpo ao tentar lembrar os passos. Trata-se de concentração e agilidade.»
E acrescenta que é perfeito para iniciantes. «Aprender algo novo é realmente vital – e ajuda a manter a memória ligada.»
 
 
 
Tonificando
O Laboratório Japonês de Som criou toques para telemóveis que alegadamente têm propriedades terapêuticas. Compostas por uma variedade de estilos, as melodias prometem aliviar os consumidores a partir de uma variedade de doenças, tais como a insónia persistente, ressacas e stress.
 
 
Escrita criativa
Tem um programa de escrita? Tente o Ommwriter, um editor de texto gratuito que usa uma variedade de relaxantes imagens de fundo, fontes e sons Zen para ajudá-lo a concentrar e focalizar os seus pensamentos.
 
 
Telefone-pedra
Depois de um dia stressante, não há nada como passear  ao redor das árvores e pedras no seu Jardim iZen – sem a bagunça de areia. Este aplicativo para o iPhone vem com uma pérola Zen de sabedoria por dia, como um bónus para melhor relaxar.

 

 

... não só porque exigem tempo e dedicação, mas principalmente pela qualidade de vida que se pode proporcionar ao animal.

Muitas pessoas desconhecem quais os cuidados que devem ter com o animal escolhido na área da alimentação, cuidados médicos ou mesmo especificidades de cada espécie.

Foi por isso que foi lançado o Petlife, um site sobre animais de estimação da Nestlé Purina, onde pode encontrar muitas informações sobre raças de cães e gatos, assim como procurar uma clínica veterinária a qualquer hora, 24 horas por dia, para cuidar do seu animal de estimação.

Este site é dedicado ao dono do animal de companhia, apresentando uma funcionalidade inovadora que permite ao utilizador gerir melhor a sua vida com o animal de companhia. Além de artigos temáticos, tem também funcionalidades como bilhete de identidade do animal, boletim de vacinas e agenda.

O site conta ainda com uma área de directório de saúde, para que possa encontrar farmácias, veterinários e clínicas, e um directório de lazer com referência a locais aonde pode levar o seu animal a passear, e também unidades hoteleiras que aceitam animais de companhia. Para completar, o site tem ainda uma área de Perdidos e Achados onde pode procurar animais para acasalamento, doação, ou de perdidos e achados para quem perdeu um animal de estimação, ou para quem encontrou um animal perdido e o quer devolver. Pode clicar em www.purina-petlife.clix.pt.

 

 

O protocolo de cooperação para este projecto foi já assinado entre o Ministério da Cultura, a Câmara local e a Diocese de Santarém. Segundo a ministra da Cultura, Gabriela Canavilhas, esta rede é «um projecto de território que visa recuperar as catedrais, símbolos da nossa história e representativas de uma hierarquia católica da Igreja, que tem sido um importante fomentador de cultura».

A Rota das Catedrais – um projecto iniciado em 2008 – vai envolver as principais igrejas com este estatuto a nível nacional e vai representar um investimento que poderá chegar aos 20 milhões de euros, repartidos por fundos comunitários através do Ministério da Cultura e por fundos da Igreja Católica e das autarquias. Esta rede envolve também universidades e empresas e tem como principais objectivos a preservação, a reabilitação e a revitalização de um património singular e único.

A Catedral de Santarém vai sofrer obras de requalificação da fachada principal, vai ser criado um museu com peças de arte que são propriedade da Igreja, vai haver um percurso com visitas abertas ao público, dois espaços de exposição, um centro de documentação e um centro de estudos do património artístico da diocese. A Catedral de Santarém tem 300 anos.

 

 

Uma dor que quase sempre combina uma forte dor de cabeça com náuseas, hiper-sensibilidade à luz e som e uma «aura» de luzes que piscam. Embora a principal causa seja o stress (cerca de 80%), os problemas hormonais, odores, dor de garganta, sono de má qualidade e o tabaco também são culpados. Então, como pode evitar que a sua cabeça lhe doa?

1. Não exagere nos analgésicos. De acordo com uma pesquisa alemã, tomar analgésicos de venda livre mais de duas vezes por semana pode resultar na recidiva da enxaqueca. Mas não desespere: muitas outras terapias podem ajudar a parar a dor.

2. Corte a gordura. Investigadores da Universidade de Loma Linda, Califórnia, submeteram várias pessoas que sofrem de enxaquecas a uma dieta extremamente baixa em gordura durante 12 semanas. O resultado? 94% relataram uma diminuição de 40% ou mais na ocorrência da enxaqueca. Mais: quando tinham alguma, duravam menos 70% e eram 66% menos graves.

3. Aposte nas plantas. A butterbur (planta de flores amarelas e avermelhadas, com folhas que chegam a medir 80 por 40cm), segundo um estudo realizado pela revista Neurology, tem grande acção sobre a dor de cabeça. Cerca de 68% dos participantes que tomaram uma pílula com extracto de butterbur, registaram uma diminuição da enxaqueca em cerca de 50% ou mais.

4. Não se incomode com a homeopatia. Um estudo britânico descobriu que não há nenhuma diferença na ocorrência de enxaquecas após três meses de tratamento. Apenas nos dias subsequentes.

5. Visite o farmacêutico. Os analgésicos são o único meio que tem para combater as enxaquecas leves (que não impedem que prossiga com as actividades diárias). Prefira aqueles que contêm ácido acetilsalicílico, cafeína e paracetamol (aliviam a enxaqueca 20 minutos mais rápido que o ibuprofeno).

6. Fale com o seu medico de família. Os reis do alívio das cefaleias são os medicamentos com triptanos, que podem eliminar uma enxaqueca se tomados aos primeiros sintomas e podem até aliviar quando a dor já se instalou. Os triptanos fornecem alívio completo no espaço de duas horas a um terço das pessoas que os tomam.

 

 

As pessoas preferem decisões binárias, provavelmente porque o cérebro tem um hemisfério esquerdo e um hemisfério direito, e cada lado pode prosseguir apenas uma tarefa ao mesmo tempo, defende Etienne Koechlin, da Escola Normal Superior de Paris, França. Na Universidade de Stanford, os investigadores descobriram que malabaristas hábeis eram facilmente distraídos.

Por outro lado, ficou demonstrado que as pessoas que desempenham mais que uma tarefa ao mesmo tempo levam mais tempo a alternar entre as tarefas do que aquelas que fazem uma tarefa ou duas e apresentam dificuldade em filtrar informações irrelevantes, mostrando--se menos eficientes na resolução de problemas.

 

 

1. Ecrã?

Maiores que 4 polegadas apenas caberão em bolsos de casaco. A resolução de 360x640 é excelente. Brilho: 400-500 nit.

2. Teclado?

Para textos ou correio mais longo, é aconselhável um teclado Qwerty de abrir.

3. Bateria?

Só uma capacidade de 1400 mAh, conjugada com eficiência energética, oferece o que é exigido hoje: pelo menos, 5 horas de conversação ou de uso da Internet por cada carga.

4. Memória?

Os cartões microSD de 4-8GB que vêm com os aparelhos servem bem.

5. Processador?

Velocidades de 500- 600 MHz dão uma resposta satisfatória, mas os telefones acima de 1 Ghz são realmente rápidos.

6. Sistema operativo?

O sistema Android oferece a maior independência dos construtores ou fornecedores de serviços, além de uma enorme variedade de aplicações grátis.

7. Conectividade?

Com a ligação móvel 3 G, a função Wi-Fi é supérflua e inútil.

8. GPS?

Podemos esperar que um telefone «inteligente» nos guie até aos nossos destinos – com actualizações permanentes do software de navegação.

9. Câmara?

SIM: 5 megapixéis de resolução e vídeo – aqui, qualidade HD não faz mal nenhum!

 

 

O fertilizante mais adequado

Compre os produtos mais adequados às necessidades do seu jardim. Um fertilizante com uma grande percentagem de azoto (N) estimulará o crescimento das folhas; um rico em fósforo (F) contribuirá para que as raízes sejam mais resistentes, e um com bastante potássio (K) ajudará a produzir flores e frutos.

Fertilizantes naturais

Prefira fertilizantes feitos de matéria vegetal ou animal em vez de produtos químicos, pois são menos agressivos para o ambiente. A matéria orgânica, como estrume de cavalo, de bovino e o composto, não só aumenta o volume do solo, como o enriquece e melhora a sua qualidade. Os nutrientes libertam-se lentamente, e assim só são necessárias aplicações espaçadas. Existem fertilizantes de efeito mais rápido, como a farinha de sangue, a farinha de chifres e cascos e a farinha de ossos, e ainda os extractos de algas marinhas, mais económicos.

Verifique na embalagem se o fertilizante contém azoto, fósforo ou potássio e escolha de acordo com as suas necessidades. Falta de azoto? Folhas amareladas e crescimento deficiente são sintomas claros desse facto. Aplique um fertilizante com alto teor de azoto, como a farinha de sangue. Se o problema persistir, é possível que o solo seja demasiado alcalino. Compre um tester kit para pesquisar o pH e, se necessário, utilize turfa como acidificador do solo. Fertilizar as árvores de fruto. A melhor altura é no fim do Inverno ou princípios da Primavera, quando se inicia a rebentação. As chuvas da Primavera arrastam os nutrientes para o solo para aliment ar as raízes.

Um bom começo

As plantinhas novas dar-se-ão melhor se a terra onde estão implantadas for rica em nutrientes. Assim, no Outono ou no começo da Primavera, quando mobilizar a terra, junte-lhe uma boa quantidade de composto maduro ou terriço. Procure fertilizantes baratos O processo mais económico de obter um bom solo arável num jardim novo — ou em qualquer jardim com solo pobre — é procurar na vizinhança uma boa fonte de fertilizante barato ou gratuito e abundante. Se vive perto do mar, pode talvez resolver o problema com algas marinhas. Outras hipóteses serão estrume de cavalo ou de vaca ou restos de mistura de solo que tenha servido para o cultivo de cogumelos.

 

 

A sala superlotada fervilhava de expectativa. Robert “The Boss” Woodruff, presidente da Coca-Cola, tinha convocado uma reunião com toda a sua equipa de vendas, e entrava agora, com um charuto entre os dentes. Minutos mais tarde, o pessoal saía da sala num silêncio atordoado.

Tinham sido todos despedidos; porém, no dia seguinte, Woodruff contratou-os de novo a todos como “pessoal de serviço”, cuja função não era apenas vender xarope de coca-cola, mas também instalar máquinas nos reservatórios de gasosa, formar retalhistas nas técnicas de servir a bebida e apoiar as fábricas de engarrafamento.

O nascimento de uma fórmula secreta

A coca-cola nasceu num pátio de uma casa em Atlanta, Geórgia, em 1885, quando o Dr. John Styth Pemberton, farmacêutico, preparou a sua versão de um tónico chamado Vin Mariani — uma mistura de vinho tinto e folhas de coca. No ano seguinte, Pemberton alterou a fórmula e misturou as folhas de coca com extracto de noz de cola, açúcar e certos aromatizantes que manteve em segredo.

Certo sábado, em Maio de 1886, foi até ao reservatório de gasosa local com um jarro do xaroposo preparado e juntou-lhe água, vendendo depois a bebida a 5 cêntimos o copo. No ano seguinte, tendo sido utilizada por engano água gaseificada, descobriu-se que esta tornava a bebida mais refrescante. Durante o primeiro ano, vendeu-se uma média de 13 copos da bebida por dia.

Antes da sua morte, em 1888, Pemberton foi vendendo aos poucos o seu negócio a diversos sócios, entre os quais Asa Candler, um homem de negócios de Atlanta. Em 1891, Candler adquirira o exclusivo da produção do xarope, que vendia através de grossistas a operadores de reservatórios de gasosa. Um ano mais tarde, fundou a The Coca-Cola Company, na Geórgia, e, em 1893, registou a marca utilizando as palavras desenhadas a caneta por Frank Robinson, guarda-livros de Pemberton, em 1886.

 

 

No andar de cima de uma fábrica de fiação de algodão de Manchester, filas compactas de máquinas de cardar alisavam fardos de fibra de algodão em rolos contínuos, enchendo o ar de poeira. Num edifício próximo, teares mecânicos cuspiam metros e metros de tecido. O ruído ensurdecedor produzido pelos teares movidos a vapor obrigava os operários — sobretudo mulheres e crianças — a comunicar por meio de gestos.

Esta era apenas uma das centenas de fábricas de fiação de algodão surgidas no Lanchashire no início do século XIX . A indústria têxtil tinha alterado o rosto do Norte da Grã-Bretanha, pois por toda a região tinham nascido pequenas cidades fabris a um ritmo extraordinário. A população de Manchester, capital da fiação de algodão da região, aumentou de 108 000, em 1821, para 316 000, em apenas 30 anos.

Os Ingleses gabavam-se de que as suas fábricas podiam “satisfazer as necessidades do mercado interno antes do pequeno-almoço, e durante o resto do dia, abastecer o mundo”. Esta transformação resultou de uma combinação de criatividade, métodos de produção inovadores e perspicácia de comerciantes e investidores.

Uma revolução têxtil Até meados do século XVIII , a tecelagem e a fiação eram pequenas indústrias caseiras. Contudo, em 1733, um imaginativo tecelão, John Kay, obteve a patente da invenção de uma “lançadeira volante”, que se movia rapidamente para trás e para diante ao longo do tear, permitindo que um único tecelão fizesse o trabalho de dois. A procura de fio de algodão subiu em flecha, e os produtores tentavam encontrar novas formas de aumentar a produção.

James Hargreaves aperfeiçoou o desenho da máquina de fiar e, em 1771, um homem podia fazer girar cerca de 40 fusos ao mesmo tempo por meio de uma roda manual. Richard Arkwright, fabricante de perucas, avançou o conceito, fazendo mover centenas de fusos, graças à força motriz de uma roda hidráulica, na primeira fábrica de algodão do Mundo, situada em Cromford, no Derbyshire. Utilizando a força motriz da água e empregando crianças pequenas, algumas de apenas 6 anos, provenientes de asilos, as fábricas de fiação reduziram drasticamente o custo do fio de algodão.

 

 

Coloque-o onde todos o vejam.

Escreva nele todas as datas importantes — anivesários de nascimento e casamento, períodos de férias — logo no início do ano. Escreva também as consultas e outras marcações da família.

Escolha o que melhor lhe servir.

Procure numa papelaria o livro de notas que julgue mais adequado para o seu caso. Ficará talvez agradavelmente surpreendida com a diversidade que vai encontrar. Se é para levar na algibeira, não vai querer certamente um caderno com uma lombada em espiral de arame, que pode arrepanhar os tecidos. Há cadernos ou blocos de apontamentos de muitas dimensões.

Informações completas.

Inclua no seu livro de notas todos os números de telefone e outros pormenores necessários para cada tarefa. Por exemplo: “Falar serviço reclamações supermercado, t. 497 50 00, ext. 295, natas estragadas dentro do prazo de validade."

Não inclua trabalhos de rotina.

Não sobrecarregue o seu livro de notas com tarefas que fazem parte da sua rotina diária ou semanal: não é preciso anotar “Fazer compras sexta-feira” se é assim que procede todas as semanas. Guarde o seu livro de notas para aquilo que realmente precisa de ser lembrado e para assuntos especiais.

Lista de ideias.

Abra no seu livro de notas uma secção para “listas”. Reserve, por exemplo, páginas para listas de livros a ler, de vídeos a alugar, de filmes ou exposições a ver, de restaurantes a experimentar, etc.

Planeie com antecedência.

No princípio de cada semana — ou, melhor ainda, no fim —, planeie as suas tarefas para os vários dias da semana que se segue. Ficará com uma perspectiva do que é preciso fazer durante esse período de tempo, o que lhe permitirá distribuir as tarefas essenciais e evitar correrias no fim da semana.

Tempos livres.

Guarde tempo para si para se distrair e ver os seus amigos — considere estes compromissos como parte importante da sua vida. Se não reservar ocasiões para se descontrair, o seu trabalho e todos os outros compromissos familiares depressa tomarão conta de si. Ande sempre com a lista.Tenha sempre consigo a sua lista. Ela será inútil se não puder consultá-la — e voltará a tomar notas em bocadinhos de papel!

Uma tarefa desagradável por dia.

Imponha-se o objectivo de executar em cada dia uma tarefa necessária de que não goste. Sentirá uma grande satisfação sempre que conseguir realizá-la. Livros de notas separados para tarefas complicadas

Bloco de notas.

Compre e tenha sempre consigo um pequeno livro de notas, que será a sua lista de tarefas — uma lista continuada para substituir os papelinhos soltos. Escreva nele as consultas e as coisas a fazer ou a comprar.

 

 

Tenha sempre à mão um saco de viagem com coisas essenciais: uma muda de roupa, sacos para enjoo, brinquedos, bebidas e bolachas, lenços de papel. Pense em jogos para as viagens ou em canções que todos possam cantar. Se viajar de avião, pergunte à hospedeira se as crianças podem visitar a cabina de voo e depois pode pedir-lhes que a desenhem.

Se optar por passar as férias em casa, informe-se junto da Câmara municipal ou outra instituição da zona onde vive acerca de programas de ocupação de tempos livres que os seus filhos possam frequentar durante as férias.

Se viajar de automóvel, distraia as crianças com brincadeiras simples para que elas não se aborreçam. Proponha contar sinais luminosos ou camiões encarnados que passam na estrada. Sugira que inventem frases a partir das matrículas dos carros à sua frente ou que procurem matrículas de A a Z.

Se viajar de avião, pergunte à hospedeira se as crianças podem visitar a cabina de voo e depois peça-lhes que a desenhem. Para evitar efeitos desagradáveis do voo, dê sumo de fruta e água às crianças em vez de chá ou café e tente arranjar um voo que chegue ao destino ao fim da tarde — assim, as crianças poderão ajustar-se às horas de sono do país onde estão.

Vista as crianças de modo a poder pôr ou tirar camisolas de acordo com a temperatura. Evite os enjoos mantendo o carro bem ventilado e não permita que fumem, chupando, em vez disso, um rebuçado ou mastigando pastilha elástica (principalmente quando o avião estiver a levantar ou a aterrar), não falando de enjoos pedindo ao médico um medicamento contra enjoos para levar na bagagem.

Vigie constantemente as crianças — é fácil distrair-se em momentos de descontracção —, principalmente junto da água ou de sítios altos. Trate logo das indisposições de barriga dando muita água fria fervida e sais reidratantes, à venda nas farmácias. Depois, passe para comida simples e água engarrafada ou fervida. Guarde os medicamentos fora do alcance das crianças. consigo.

Férias em casa

Programas recreativos para as férias.

Informe-se junto do centro social, da câmara municipal, na sua paróquia ou outra instituição de carácter social da zona em que vive acerca de programas de ocupação de tempos livres que os seus filhos possam frequentar durante as férias. Informe-se sobre a vigilância (deverá haver pelo menos 1 adulto por cada 8 crianças com mais de 5 anos) e o programa de actividades para ter a certeza de que se adapta à idade dos seus filhos. Organize passeios. Contacte os serviços de turismo da região para saber quais os locais interessantes para levar as crianças — quintas, museus ou castelos, por exemplo.

 

 

Planeamento cuidadoso

Guarde recortes de revistas que tenham boas ideias para tecidos,cores de parede e revestimentos de pavimento. Consulte pessoas amigas sobre a decoração da casa delas e leia livros de decoração.

Tire partido do espaço disponível

Tente imaginar cada divisão sem qualquer mobília para ter uma ideia mais real da sua forma, tamanho e potencialidades. Não se deixe levar pelo convencional — uma utilização imaginativa do espaço, recorrendo a divisórias de correr, por exemplo, pode ser ao mesmo tempo uma solução prática e atraente. Nas casas e apartamentos pequenos, pode obter-se muito mais espaço se se aproveitar bem todas as divisões, incluindo os halls. Por exemplo, coloque uma mesa de sala de jantar num hall espaçoso.

Utilize as cores

Um esquema de cores que se repete através de toda a casa dará uma sensação de espaço e unidade. Pode utilizar uma cornas paredes de uma divisão e diferentes tonalidades dessa mesma cor nos cortinados de outra e no pavimento de uma terceira. “Pegue” nas cores de um tapete, quadro ou jarra de estimação e utilize-as na decoração da sala em que se encontram. Consulte uma roda das cores ou os cartões de cores fornecidos pelos fabricantes das tintas para encontrar a conjugaçãoadequada de tonalidades.

Não sobrecarregue o ambiente

Faça tudo sem pressa. Decida-se primeiro sobre o papel ou a tinta para as paredes e madeiras e sobre a cor do revestimentodo chão. Os acessórios podem ser escolhidos pouco a pouco. Espaços simples e sem excesso de mobília costumam ter um aspecto mais arranjado e repousante do que as divisões repletas. Uma grande diversidade de cores ou padrões cria uma ideia de confusão. Cinja-se a cores simples, utilizando como ponto de convergência objectos individuais de cores vivas.

Tenciona mudar de casa brevemente?

Não pense em montar armários embutidos na parede. Não poderia levá-los consigo. Quais as suas necessidades de espaço? Tem crianças, animais de estimação ou hobbies que exijam espaço? Onde vai montar o escritório? A casa reúne condições de segurança? Substitua portas ou janelas se tiverem apodrecido, parecendo fáceis de abrir a partir do exterior. Quais os pontos a destacar? Fogões de sala, quadros, tapetes, candeeiros bonitos ou colecções — decida quais os pontos a destacar e escolha as cores dominantes em conformidade com os mesmos.